Trio UFRJ

Trio UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Grande abrangência de repertório e atuação...

Reconhecendo afinidades de concepções musicais e técnicas,…

More...
Galeria de Imagens

Galeria de Imagens

Fotos e imagens dos eventos da Escola de Música...

More...
Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ)

Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ)

Institucional >> Conjunto Estáveis

Criada em 1924 é a mais antiga orquestra do Rio de Janeiro...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Biblioteca Alberto Nepomuceno

Biblioteca Alberto Nepomuceno

Institucional >> Biblioteca

Capítulo importante da música no País

A história da Biblioteca Alberto Nepomuceno é, com certeza, capítulo importante da própria história da música no Brasil. Francisco Manuel da…

More...
UFRJazz Ensemble

UFRJazz Ensemble

Institucional >> Conjunto Estáveis

Música instrumental brasileira, jazz contemporâneo e música de concerto...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Violões da UFRJ

Violões da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado ao violão brasieliro...

Formado em 2003 a partir…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Vocal PDF Imprimir E-mail

O Departamento Vocal é responsável pelas disciplinas fundamentais do curso de Bacharelado em Música com habilitação em Canto. Além da disciplina principal  - Canto - em oito períodos o departamento oferece outras essenciais para o desenvolvimento de seus alunos como Dicção e Pronúncia, Técnica Vocal, História da Ópera, Oficina de Ópera e Prática de Conjuntos Vocais. O departamento participa também do projeto Ópera na UFRJ, coordenando a seleção e preparação vocal e cênica dos cantores.

 

Andréa Adour da Câmara (Adjunto - Canto)

 

André Heller-Lopes  (Assistente - Oficina de Ópera)

 

Heliana Farah (Auxiliar - Oficina de Ópera e História da Ópera)

 

Homero Velho (Assistente - Canto)

Nascido em Ribeirão Preto (SP) começou a estudar canto com 18 anos na Universidade Estadual Paulista (UNESP). Aos 20 anos ganhou uma bolsa de estudos integral da Indiana University School of Music em Bloomington, EUA, para terminar o bacharelado em canto. Recebeu bolsa APARTES, da Capes, para o mestrado em canto lírico também em Bloomington, onde permaneceu por sete anos. Entre as várias montagens que participou durante esse tempo, destacam-se os papéis mozartianos (Orador, Don Giovanni, Don Alfonso) em vários festivais de ópera nos EUA. Em 1999 foi escolhido como artista residente da National Opera Company, onde desempenhou papéis como Don Alfonso em "Cosí fan Tutte" de Mozart, Don Magnifico e Alidoro em "La Cenerentola" de Rossini. Depois de um período na Europa, cantando concertos na Alemanha e com a Opera Zuyd da Holanda, retornou ao Brasil em 2002 e participou do primeiro festival de ópera do Teatro da Paz (Belém) em uma montagem de "A Viúva Alegre" de Lehar. Em 2003 cantou no première nacional de "Magdalena", de Villa-Lobos, no VII Festival Amazonas de Ópera, onde também participou da primeira audição nacional da ópera Florencia en al Amazonas, do mexicano Daniel Catán. Em Agosto de 2003 Homero retornou ao festival de ópera do Teatro da Paz para cantar Papageno em Die Zauberflöte, e no mesmo ano o papel de Figaro em "Il Barbiere di Siviglia" no Palácio das Artes em Belo Horizonte, dirigido por Carla Camuratti. Foi um dos solistas do concerto de abertura de temporada do Theatro Municipal do Rio de Janeiro em março de 2004 e, em Abril, fez sucesso como Papageno em Die Zauberflöte, também no Municipal do Rio. Em 2008 gravou CD com a Missa de Nossa Senhora da Conceição (1810) e o Credo em Si bemol de José Maurício Nunes Garcia com a Orquestra Sinfônica Brasileira e regência de Roberto Minczuk.

 

Inácio De Nonno (Adjunto- Canto) 

 

Marcelo Coutinho (Assistente – Canto e Prática de Conjunto Vocal)

 

Natural de Petrópolis, iniciou sua carreira musical aos 8 anos, ao ingressar no coral dos “Canarinhos de Petrópolis”, onde aprendeu teoria, violino e viola. Na Escola de Música da UFRJ graduou-se em canto (Magna cum Laude) em 1989, na classe da profa. Diva Abalada e obteve o título de mestre em música (musicologia) com a dissertação “O ciclo Ofelia no contexto da obra vocal de câmara de Henrique Oswald”, sob a orientação do Prof. Dr. André Cardoso.

Além do repertório camerístico, tem atuado como solista de importantes orquestras executando tanto o repertório sinfônico quanto operístico, no Brasil, America Latina e Europa.

Participou de várias edições da Bienal de Música Brasileira Contemporânea, onde realizou várias primeiras audições de obras de compositores como Ricardo Tacuchian, Marisa Resende, Roberto Victorio, João Guilherme Ripper, dentre outros.

Tem em seu currículo mais de 20 gravações como solista, de obras brasileiras, tanto do repertório de música colonial brasileira, como de música contemporânea.

Na Escola de Música da UFRJ é professor de Canto e Prática de Conjunto Vocal. Além da carreira acadêmica desenvolve intensa atividade em estúdio como diretor musical e de dublagem, tendo dirigido filmes como: A Bela e a Fera, Aladdin, O Rei Leão, O Corcunda de Notre Dame, Shrek, Príncipe do Egito, Hércules, dentre muitos outros, atuando como regente, cantor e ator.

 

Ricardo Tuttman (Assistente - Canto)

 

Graduou-se, em agosto de 1978, na Escola de Química da UFRJ. Graduou-se em canto no Conservatório Brasileiro de Música. Através de bolsa de estudos do Goethe Institut trabalhou o repertório de lied e ópera com o maestro Adolph Böhm, em Murnau na Alemanha. Em agosto de 2002 concluiu o mestrado na Escola de Música da UFRJ, sob orientação da Profa. Therezinha Schiavo. Na Universidade Cândido Mendes obteve, em 2006, o diploma de Licenciatura em Música. Gravou, em 1986, como tenor-solista, as Matinas de Natal do Padre José Maurício Nunes Garcia, com a Camerata Rio de Janeiro e a Associação de Canto Coral, sob a regência de Henrique Morelenbaun. Estreou, neste mesmo ano, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no papel de 'Messaggero', da ópera Aída de Verdi.Na temporada do ano seguinte cantou o papel do Steuermann do Navio Fantasma de Wagner e Flávio na Norma de Bellini. Transferiu-se para a Alemanha em 1988, quando foi contratado do Saarländisches Staatstheater Saarbrücken. Em 1990, assinou contrato com a Ópera Estadual de Hamburgo, onde permaneceu até 1997, ano em que retornou ao Brasil. Com a Ópera de Hamburgo apresentou-se em diversas outras casas de ópera, dentre os quais se destacam as Óperas de Tóquio e Nagoya (Japão), de Tel Aviv (Israel), o Liceo de Barcelona (Espanha), a Semperoper de Dresden (Alemanha) e o Theater an der Wien em Viena (Áustria). Retornou ao Brasil em 1997, onde dá prosseguimento à sua carreira lírica e camerística. Foi laureado em diversos concursos de canto, obtendo um total de 17 premiações, dentre as quais, quatro primeiros lugares e sete prêmios de Melhor Intérprete. Foi professor do Conservatório Brasileiro de Música e da Escola de Música Villa-Lobos.

 

Veruschka Mainhard (Assistente - Canto)

Realizou estudos no Brasil com Carol McDavit e Martha Herr, além de Uta Spreckelsen na Alemanha e Marianne Blok na Holanda. Participou de diversas "masterclasses" ministradas por Jean-Paul Fouchécourt, Susie le Blanc, Monique Zanetti e Maria Venuti. Como bolsista da Fundação do Estado de Baden-Württemberg, aperfeiçoou-se ainda com Roland Hermann, Mitsuko Shirai, Hartmut Höll, Hilde Zadek e Jeffrey Gall na Alemanha e com Jorge Chaminé na Fundação Calouste Gulbenkian de Paris. É preparadora vocal do Coro de Câmara Pro-Arte e integrou o Coro do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Apresentou-se em tournée com o Coro e Orquestra Brasil Barroco em 1990 em Portugal e como preparadora vocal do Coro a Cappella da Associação de Canto Coral em várias cidades do Mercosul em 2000, divulgando a música brasileira. Na Escola de Música da UFRJ é professora de Dicção e Canto. Como camerista, vem se apresentando em importantes salas de concerto do país e no exterior. Recentemente esteve na Alemanha e nas Antilhas Holandesas, onde apresentou-se em recitais e como solista da Orquestra da Händel Akademie sob a regência de Andreas Spering. Gravou vários Cds com destaque para o Requiem (1816) e Te Deum das Matinas de São Pedro de José Maurício Nunes Garcia e o Requiem de Marcos Portugal, ambos com a Orquestra Sinfônica da UFRJ para o selo Biscoito Fino.

 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO